Biografia de Jorge Amado. Vida e Obra do Escritor Baiano ​.

jorgeamado Biografia de Jorge Amado. Vida e Obra do Escritor Baiano

.

Jorge Amado é um dos maiores escritores brasileiros de todos os tempos. Criador de obras memoráveis como Gabriela Cravo e Canela, Capitães da Areia e Tieta do Agreste. É também o escritor brasileiro mais traduzido em todo mundo.

Amado, além de ser um excelente escritor, era também um ótimo pai e principalmente um ser humano da mais alta estirpe.

Por este motivo contaremos um pouco de sua vida e obra.

Jorge Amado nasceu em 10/08/1912, na cidade de Itabuna, Bahia, em uma fazenda pertencente aos seus pais, o Coronel João Amado de Faria e a senhora Eulália Leal Amado.

Logo com um ano Amado mudou, junto com sua família, para a cidade de Ilhéus. Nesta cidade, palco de boa parte de suas obras, o escritor viveu toda a infância e teve o primeiro contato com as letras.

A família de Jorge Amado se mudou mais uma vez, desta vez para Salvador, e neste lugar o escritor viveu toda a sua adolescência. Nesta cidade viu aflorar seu dom literário e aos 14 anos ajudou a fundar a Academia dos Rebeldes, um grupo de jovens que teve grande importância na renovação literária baiana.

Jorge trabalhou como repórter no Diário da Bahia entre os anos de 1927 e 1929 e dedicou-se neste período a escrever a revista literária “A Luva”.

A década de 30 marcou os primeiros passos de Jorge Amado como Escritor. Nesta década publicou a novela “Lenita” e também os seu primeiros romances “O País do Carnaval” (1931), “Cacau” (1933) e “Suor” (1934).

Em 1935 Jorge se formou em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito do Rio de janeiro, porém nunca exerceu a profissão. Deste ano até 1944 o escritor se dedicou a escrever os romances "Jubiabá", "Mar Morto", "Capitães de Areia", "Terras do Sem-Fim" e "São Jorge dos Ilhéus".

Por sua postura combativa e principalmente imoral (visão da sociedade e do governo da época), Jorge Amado foi obrigado pelo Governo de Getúlio Vargas a deixar o Brasil.

Durante o exílio o escritor teve a chance de viajar o mundo e viveu neste período em Paris, Praga e também na argentina e no Paraguai. Porém durante a segunda Guerra Mundial Amado, membro fervoroso do Partido Comunista Brasileiro, conseguiu retornar ao Brasil e foi eleito Deputado Federal por São Paulo. Em seu mandato o escritor Baiano participou da Assembleia Constituinte de 1946 e aprovou várias leis que beneficiaram a Cultura brasileira.

Entre 1946 e 1958 Jorge Amado escreveu os livros "Seara Vermelha", "Os Subterrâneos da Liberdade" e também aquele que seria considerado o seu maior sucesso "Gabriela, Cravo e Canela".

Gabriela Cravo e Canela 199x300 Biografia de Jorge Amado. Vida e Obra do Escritor Baiano

O Reconhecimento de Jorge Amado como Um dos Gênios da Literatura Nacional veio em abril de 1961, quando foi eleito para a cadeira numero 23 da academia Brasileira de Letras.

Após a eleição o escritor se dedicou a escrever Romances e até meados da década de 70 publicou diversos deles, dentre os quais estão "A Morte e a Morte de Quincas Berro d'Água", "Os Velhos Marinheiros, ou o Capitão de Longo Curso", "Os Pastores da Noite", "Dona Flor e Seus Dois Maridos", "Tenda dos milagres", "Teresa Batista Cansada de Guerra", "Tieta do Agreste" e "Farda, Fardão, Camisola de Dormir".

jorge amado2 Biografia de Jorge Amado. Vida e Obra do Escritor Baiano

A Obra de Jorge Amado ganhou o mundo e foi traduzida para 48 idiomas. Foi também adaptada para o cinema, teatro, rádio, televisão e muitas outras modalidades de representação artística.

O escritor morreu aos 88 anos, na cidade de Salvador e suas cinzas foram colocadas ao pé de uma mangueira em sua casa, conforme o seu desejo.

Comente.