Saúde

Pressão Alta ou Hipertensão – Sintomas, Causas, Tratamento

Pressão Alta ou Hipertensão – Sintomas, Causas, Tratamento

pressão-alta -hipertensao-cuidados-tratamentoA pressão alta ou hipertensão é uma doença silenciosa, que atinge grande parte  da população. Pesquisas demosntram que a incidência de hipertensos corresponde de 23 a 44% da população com variação de região para região e que somente 50% destes hipertensos tem conhecimento da doença e apenas 10% deles controlam a pressão arterial.

A pressão alta deve ser investigada desde jovem, principalmente em pessoas com predisposição genética à doença. Assintomática muitas vezes, é importante medir a pressão em períodos de três a seis meses para verificar a presença da doença.

O diagnóstico deve ser feito sempre com acompanhamento médico, que após detectar indícios da doença numa primeira consulta, vai indicar exames cardiológicos como eletrocardiograma, ecocardiograma ou exames modernos como o MAPA ou MRPA para confirmar diagnóstico e anormalidades.

Pessoas que na primeira medida da pressão apresentar níveis como 180×110 mmHg já e considerada hipertensa iniciando tratamento. A pressão alta ou hipertensão poder ser primária ou essencial e secundária.

A hipertensão primária ou essencial é quando a doença é genética, facilitada por fatores como excesso de sal na alimentação, obesidade, sexo masculino, a etnia (negros são mais propensos a doença), tabagismo ou fumo, sedentarismo e estresse em excesso.

A hipertensão secundária é quando a doença tem uma causa específica como doenças renais, cardiopatias congênitas, tumores, doenças endócrinas ou de glândulas, hipertensão da gravidez, medicamentosa (com o uso de corticóides, anticoncepcionais hormonais, anti-neoplásicos ou drogas com anfetaminas), cocaína, e bebida alcóolicas em excesso.

Como tratar a pressão alta ou hipertensão:

  • Cultivar hábitos para manter os níveis da pressão arterial baixo tolerado;
  • Mudança no estilo de vida como perder peso; diminuir o sal da alimentação, evitar enlatados e embutidos e nada de saleiro na mesa;
  • Diminuir o consumo de álcool, e parar de fumar;
  • Praticar exercícios aeróbicos, como caminhada, bicicleta, natação em média 30 a 60 minutos diarios por no mínimo três vezes na semana;
  • Procurar tratamento médico  para indicação de medicamentos, com o mínimo de contraindicação e proteção de órgãos como coração, rins e cérebro.

Um tratamento adequado e o quanto antes vai proporcionar o controle da pressão arterial e melhorar a qualidade e expectativa de vida  do paciente.

Escreva seu comentário sobre a pressão alta ou hipertensão.

Fonte –  Encarte Medcor.

Comente Via FaceBook

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.