Literatura e Cultura

Sherlock Holmes e o Cão dos Baskerville: Resumo Personagem, Frases, Foto

Sherlock Holmes e o Cão dos Baskerville – Personagens, frases, confiram resumo do livro.

Sherlock Holmes é um clássico dos romances policiais da era moderna escrito por Sir Artur Conan Doyle, que tem uma série de aventuras e quatro romances com o saudoso detetive criminalista e químico Holmes. Um médico oftalmologista que, enquanto esperava pelos pacientes que não vinham ao seu consultório começou a criar seu famoso personagem. O sagaz e astuto Holmes tem amizade de um ex-médico militar, Dr. Watson, que o acompanha em suas aventuras.

Os quatro romances são Um Estudo em Vermelho, Os Signo dos Quatro, O Cão dos Baskervillee o Vale do Medo. Venho falar hoje sobre o terceiro romance que, ao meu ver, é o mais impressionante e marcante de todos.

A história gira em torno de uma lenda de um cão que vêm das profundezas do inferno, que amaldiçoou a família Baskerville em sua primeira origem, Hugo Baskerville, por ter um gênio inconsequente e maldoso. A Lenda diz que o cão vagava pelo pântano tenebroso das redondezas da mansão as altas horas da noite. A morte se Sir Charles Baskerville, leva o saudoso detetive a mansão, no qual é convidado por outro detetive oficial, Lestrade.

Tudo isso para proteger o último descendente da família, Sir Henry Baskerville, que irá assumir a mansão e herdada por Charles. As pessoas do vilarejo de Devonshire, vivem a mercê da lenda do cão do inferno, que assombra o pântano e acusam o mesmo da morte de Charles, onde foram encontradas enormes pegadas ao lado de seu corpo.

No vilarejo vivem o Sr. e Sra. Stapleton, que são bem estranhos por sinal, mas amigos de Charles. Sherlock Holmes aparece renovado e intrigado no livro, e indaga frases alucinantes de seus pensamentos lógicos e conclusivos:

“Para mim, o cérebro de um homem é como se fosse originariamente um sótão vazio, o qual deve ser entulhado com os móveis que escolhermos. Um tolo o enche com toda quinquilharia que vai encontrando pelo caminho… O especialista, pelo contrário, mostra-se extremamente cauteloso quanto ao que coloca em seu cérebro-sótão. Depositará lá apenas as ferramentas que poderão ajudá-lo a realizar o seu trabalho, mas delas terá um vasto sortimento e todas arrumadas em perfeita ordem… é da máxima importância evitarmos que dados inúteis ocupem o lugar dos úteis.”

Pode se parecer no livro que o mestre nas analises criminais, Holmes, está distante, mas ele está mais próximo do que se pode imagina!

Confiram o livro, é uma ótima leitura que irá te prender do começo ao fim.

Gostou? Comente aqui no blog Notícias Num Click.

Comente Via FaceBook

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.